Chaotic System: Novas perspectivas em um novo/velho caminho


Momentos difíceis fazem parte do underground, e não seria diferente com o CHAOTIC SYSTEM, que de trio passou a duo, a one-man-band, a duo novamente e por fim se restabelecendo como trio.

Mas em nenhum momento a banda parou, seu mentor Magno Vieira (vocalista/guitarrista) seguiu o caminho árduo e deu sequência as gravações dos próximos lançamentos, assim como cumprindo os shows que surgiam. E nas linhas a seguir você confere algumas novidades que o CHAOTIC promete para 2016 nesse novo recomeço:

As gravações dos EP’s “Baixada Morta” e “Anti Human” já foram finalizadas. Qual a expectativa para ambos os lançamentos? Eles sairão nesse primeiro semestre de 2016?

Os novos EP’s modéstia parte prometem uma boa repercussão, assim acredito!!! A gente não vê a hora de lançar ainda nesse primeiro semestre de 2016, e também estamos animados de começar a tocar essas músicas do mesmo nos futuros shows com a nova formação.

Em 2015 o Chaotic System embarcou para sua primeira tour em Minas Gerais, como foram estes shows?

A turnê em Minas Gerais foi fantástica, memorável, sem dúvidas o maior marco da banda desde o início em 2008 onde tudo começou. É muito difícil destacar um show, todos foram insanos, a galera de Minas Gerais é muito massa, sem eles nada teria dado certo, temos um enorme carinho por todos, desde a galera que agitou os corres até os que prestigiaram nossas apresentações. Foi foda demais, novas amizades, novos laços, novos contatos... pretendemos voltar novamente esse ano.

Para o início de 2016 o Chaotic System apresentou sua nova formação, se reestabelecendo como trio, com o experiente Oman na bateria, a volta do baixista Eluã Oliveira a banda e com você Magno nos vocais e guitarra. Como está sendo os ensaios? E ainda para este ano teremos material inédito com está formação?

Sim!!! Acho que para o segundo semestre de 2016 iremos participar de um Split com o TOXIC INVADER (banda do México), no qual são amigos do Eluã nosso baixista, a ideia partiu dele mesmo de registrarmos um material com essa nova formação, já temos as músicas, vão ser cinco músicas para cada banda, já estamos trabalhando nelas, duas letras do Eluã e três são minha. O legal é que vai ter uma letra em espanhol que o Eluã escreveu em homenagem a nossos Hermanos do TOXIC INVADER, tem uma em português também e as três em inglês que eu escrevi. Fizemos um ensaio em dezembro de 2015 que foi muito massa, parecia que a gente já tocávamos juntos há anos, foi fácil demais o entrosamento devido a nossa velha amizade de mais de 15 anos. O lance agora é focar nessa nova fase e vida que segue para o Chaotic Sytem.



Links Relacionados:










0 comentários: