WAEL DAOU: No Líbano, o Rock e o Metal Eram Proibidos


Em recente entrevista ao blog New Horizons Zine, o guitarrista WAEL DAOU falou de sua carreira, influências e sobre o tempo que morou no Líbano, onde falou da dificuldade de tocar Rock/Metal por lá, e de toda sua repressão.

Confira alguns trechos da entrevista feita por João Messias:

NHZ: Você chegou a tocar nas bandas Madame Saatan e Alma Cog. Como foi tocar nesses grupos e o que te proporcionou em termos de aprendizado.

Wael: Morei no Líbano dos 11 aos 17 anos de idade. Logo que eu voltei ao Brasil estava doido pra entrar em uma banda, foi quando me avisaram do Madame Saatan, até então um estilo novo pra mim. O grupo tinha uma pitada de regionalidade nas musicas e ritmos brasileiros o que me abriu os olhos pra musica brasileira.

Já o Alma Cog foi idealizada logo após a minha saída com um intuito de mesclar o metal com o jazz. Cada membro da banda tinha uma vivencia diferente e gostos musicais bem distintos, isso gerou um resultado musical bem peculiar.

NHZ: Falando nesse país, diga-nos como é a cena de rock/metal no pais e se há algum grupo de destaque.

Wael: Na época que morei no Libano o rock/metal eram proibidos. Não existia uma cena forte porem, as poucas bandas que tinham no país eram unidas. Fazíamos shows escondidos e fugíamos da policia (risos), depois que a proibição acabou, teve um boom incrível no país, e as influencias que existem no sangue do povo árabe são incríveis. Milênios de historia e cultura transpassam na musica da região. Posso destacar no meio do metal alguns músicos como Elias Njeim, Sevag Hadjiam, Bilal Wehbe, e Omara Khaddaj.

Confira a entrevista na íntegra no link a seguir: http://bit.ly/1cKbzzZ

Atualmente WAEL esta trabalhando no seu primeiro álbum full, onde já tem algumas composições prontas, e também prepara um show de lançamento para o EP "Ancient Conquerors", que iremos divulgar todas as informações em breve!

Enquanto isso confira o novo vídeo de WAEL DAOU para música "Xeres I": http://www.youtube.com/watch?v=qnyXV5bhy00


Link Relacionados:








Twitter: @waeldaou


0 comentários: